Você sabe qual a diferença entre curso técnico e tecnólogo? Descubra aqui!

Para quem está em busca de cursos com pouca duração e que proporcionam qualificação válida, deve conhecer os cursos técnicos e tecnólogos. Muita gente ainda confunde as duas formações, mas é preciso pontuar que existem diferenças específicas entre elas.

Curso Técnico

Os cursos técnicos são formações bastante procurados e proporcionam diversos benefícios para os estudantes. Os cursos são variados, podendo ser direcionado para o campo comercial, industrial, entre outros.

As formações são oferecidas pelas escolas técnicas e escolas do Sistema S, como o Senac e o Senai. Essas instituições estão sempre lançando bolsas de estudo para que mais pessoas possam se qualificar profissionalmente. É o caso dos cursos gratuitos SENAC RJ 2020que já estão tendo suas informações lançadas.

Geralmente, esses cursos duram entre alguns meses a até três anos. Por isso, o público alvo é quem está precisando se capacitar em pouco tempo e já ingressar no mercado de trabalho.

A diferença mais importante deste tipo de curso para as outras categorias de formação é o nível de escolaridade. O curso técnico possui um tipo diferente de certificado, sendo um curso de nível médio.

Os interessados podem começar a formação através dos SENAC cursos 2020Vale mencionar ainda que esta categoria é direcionada para o mercado de trabalho, portanto, os índices de empregabilidade são muito altos.

É importante ressaltar ainda que o nível técnico é dividido em algumas categorias, como a formação continuada e a formação profissionalizante.

Curso Tecnólogo

Enquanto isso, o curso tecnólogo estará sendo mais viável para aqueles estudantes que almejam um campo de atuação um pouco mais amplo.

Como mencionado, a principal diferença entre esses cursos é o nível de escolaridade. O curso tecnólogo estará classificado como formação a nível superior.

O tempo de duração também será um ponto decisivo para quem está em dúvida quanto a qual curso escolher. Geralmente, esses cursos podem durar entre dois e três anos.

O nível de escolaridade também será um ponto importante, pois é requisito que o estudante já tenha concluído o ensino médio, uma vez que é uma formação a nível superior.

Esses cursos podem ser oferecidos por instituições tanto da rede pública quanto da rede privada e possuem o foco voltado para a atuação profissional no mercado de trabalho.

Além disso, esse tipo de qualificação exigirá do estudante um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que não é requisito no caso do curso técnico.

Qual a nota mínima do ENEM para inscrição no SISU?

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma das maiores provas que acontecem anualmente no país. Isto porque é a forma padrão de ingresso no nível superior, sendo quase como uma etapa obrigatório após o ensino médio.

Para ser aprovado no vestibular e conseguir a sua vaga na rede pública, é preciso se inscrever no SISU. Essa inscrição terá exigências bem especificas dos candidatos, como por exemplo, a nota mínima para concorrer as bolsas.

Quer saber quanto você precisa tirar no Enem para realizar a sua inscrição no SISU? Então leia o texto a seguir e fique por dentro de tudo que você precisa saber sobre o SISU:

O que é o SISU?

A sigla SISU corresponde ao Sistema de Seleção Unificada e é responsável pela distribuição de bolsas de estudo na rede pública, como no caso das universidades federais por exemplo.

Há algum tempo atrás, o Exame Nacional do Ensino Médio era apenas uma ferramenta de avaliação do ensino médio no país. Com o passar dos anos, o Enem se tornou uma das formas oficias de ingressar na universidade.

A partir dai, surgiu o Sisu, um sistema totalmente online, que permite a inscrição dos candidatos em universidades públicas de todo o país.

Uma informação interessante sobre o Sisu é que o mesmo se divide em categorias de concorrência, sendo elas: ampla concorrência, cotas e cotas para pessoa com necessidade especial.

Quem está pensando em se inscrever para o SISU 2020precisa estar atento aos requisitos do programa para saber se ode participar de acordo com sua pontuação.

Quem pode se inscrever?

Como você conferiu, o Sisu se divide em categoria, mas antes de poder se inscrever nas modalidades, o estudante deve possuir nota mínima para isto. De acordo com o regulamento do sistema, é necessário possuir nota total superior a 450 pontos no exame.

Também é exigido que o candidato não tenha zerado a prova de redação, etapa importante para a sua pontuação final. A partir dai, o mesmo pode se candidatar para as vagas disponíveis no sistema.

E ainda com esses requisitos conferidos, ainda é necessário superar a nota de corte da sua instituição. Veja exemplos da nota de corte SISU USP 2020 para classificar a sua média.

Mesmo tendo uma pontuação equivalente para se inscrever no Sisu, isto não garante o ingresso no curso de sua escolha. Só no último dia de inscrição do programa, a nota de corte oficial será definida.

Cursos online que vão ajudar a enriquecer seu currículo

Quem está concorrendo no mercado de trabalho, sabe que é necessário sempre estar se atualizando e possuir diferentes formações para se destacar. O problema é que nem todo mundo tem tempo para começar um curso profissionalizante.

Mas para essas situações existe a categoria de cursos online, prontos para atender a todos os públicos. Quer melhorar o seu currículo? Veja a seguir cursos a distância que podem ajudar você:

Fundação Bradesco

A primeira opção que você pode estar utilizando é a Fundação Bradesco. A instituição Financeira Bradesco desenvolveu uma ferramenta em sua plataforma digital que distribui o mais diversos cursos.

A intenção do projeto é capacitar os estudantes sem nenhum custo adicional. E o melhor é que não tem faixa etária para participar, ou seja, qualquer um interessado pode ter acesso aos cursos de qualidade..

A proposta se destaca principalmente por promover cursos onlines, ideal para quem não pode gastar tempo e nem dinheiro se locomovendo.

Os estudantes interessados podem participar das inscrições Fundação Bradesco 2020 para garantir o seu curso nas mais diversas áreas de atuação.

As possibilidades são muitas e para ajudar você a selecionar á área mais condizente com o seu perfil, trouxemos alguns dos cursos que você poderá estar fazendo sem nenhum custo através do projeto. Confira abaixo:

  • Empreendedorismo e Inovação;
  • Estratégias de Negócios;
  • Gestão de Projetos;
  • Introdução a Administração;
  • Análise de Balanços;
  • Contabilidade Empresarial;
  • Desenvolvimento Profissional;
  • Finanças Pessoais;
  • Comunicação Escrita;
  • Técnicas de Redação;
  • Entre outros.

Pronatec

Uma outra opção bastante interessante para quem aprimorar as habilidades e enriquecer o currículo é a inciativa do programa PRONATEC.

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego promove a distribuição de bolsas para cursos técnicos nos mais variados campos de atuação.

A proposta é possível a partir de uma parceira do PRONATEC com instituições de ensino técnico do país, sendo principalmente as escolas técnicas do Sistema S de ensino.

E o melhor é que o PRONATEC também possibilita a modalidade de ensino à distância para alguns dos cursos ofertados. Sendo assim, o aluno tem acesso a um curso de qualidade com certificado reconhecido pelo MEC e sem precisar sair de casa.

As bolsas são ofertadas periodicamente e os estudantes podem aplicar para as vagas se cadastrando na plataforma do programa. Quem está interessado na oportunidade, pode conferir abaixo alguns dos cursos ofertados:

  • Controle e Processos Industriais;
  • Desenvolvimento Educacional e Social;
  • Gestão e Negócios;
  • Informação e Comunicação;
  • Produção Cultural e Design;
  • Produção Industrial;
  • Turismo, Hospitalidade e Lazer;
  • Entre outros.

O que pode levar a perda do FIES?

O FIES é um dos maiores programas de financiamento estudantil do país e muitos estudantes já realizaram o sonho da graduação através dele. Para se manter como bolsista do programa, é necessário estar cumprindo mensalmente com o regulamento do FIES. Do contrário, o estudante pode até perder a sua bolsa e ter de pagar pelos meses estudados. Veja  a seguir o que pode levar a isso:

Pagamentos Trimestrais

O FIES se divide em algumas categorias de benefício. Isto porque o programa quer beneficiar de forma justa todos os estudantes. Para algumas categorias de bolsa, é necessário cumprir com o pagamento trimestral no valor de R$150,00. Esse valor é importante para o funcionamento do programa e não o pagar pode acabar levando ao cancelamento do sue FIES.

A regra funciona da mesma forma para outros programas que promovem bolsa. Se você vai utilizar o recurso do Quero Bolsa 2020por exemplo, terá de cumprir com o valor de uma mensalidade completa para garantir o desconto no próximos meses. O descumprimento pode levar à perda da bolsa.

Baixo Rendimento

Esse é um ponto muito importante para os estudantes do FIES. O aluno precisa possuir uma porcentagem mínima de rendimento para permanecer no programa. Caso o mesmo não atinja essa porcentagem, é possível justificar o ocorrido, mas vale lembrar que o recurso não pode ser solicitado dois meses seguidos.

O mesmo é dito em relação a presença nas aulas. O não comparecimento pode levar o aluno a ser reprovado nas cadeiras. Nesse caso, ocorre o desliamento do programa. Esta regra também é comum para as propostas de incentivo ao estudo, como é o caso do Educas Mais Brasil 2020.

Aditamento FIES

O aditamento é ma obrigação de todos os estudantes que cursam qualquer graduação com o auxílio do FIES. Trata-se de uma renovação de contrato efetuada todo semestre. Tanto o aditamento simplificado quanto o não simplificado precisam se declarado no SisFies, a plataforma digital do programa.

Este é um instrumento de controle fundamental para a inciativa e por isso, deixar de estar cumprindo com ele leva ao cancelamento do benefício.

Abandono do Curso

Deixar de comparecer em determinada aula ou em todas elas, pode ser caracterizado pelo programa como abandono do curso. Nesse caso, o estudante vem a perder o benefício da bolsa estudantil.

Entretanto, é válido lembrar que alguns casos excepcionais têm a possibilidade de análise de recurso por parte do FIES. Só após devida averiguação, o estudante pode recorrer a bolsa.

5 cursos rápidos para aprender um nova profissão

Você já deve ter notado que no mercado de trabalho qualificação é essencial. Quem está procurando uma vaguinha de emprego ou não está satisfeito em sua área de atuação, pode ter a grande chance de mudar o rumo de sua carreira se qualificando. Para ajudar você, preparamos uma lista com 5 cursos rápidos para aprender uma nova profissão.

Os cursos que serão mencionados abaixo possuem duração entre 6 e 2 anos, além de possibilitar a aquisição de um certificado de conclusão. Ou seja, permite que você se qualifique para o mercado de trabalho com um diploma reconhecido em pouco tempo.

Vale mencionar ainda que existem muitas instituições ofertando os seguintes cursos e você pode encontrar uma unidade de ensino bem perto de você. Veja as opções:

Curso de Cabeleireiro e Barbeiro

A área da beleza é muito interessante para quem esta querendo mudar de carreira porque é um dos mercados que dificilmente entra em crise. Cada vez mais técnicas são elaboradas e esta é uma formação que permite independência para o trabalhador. É válido considerar um curso de cabeleireiro para mudar totalmente o rumo da sua carreira.

E vale mencionar ainda que o mesmo vale para o curso de Barbeiro. Cada vez mais salões etão sendo inaugurados e quem tem um diferencial pode até abrir o seu próprio negócio. Esse cursos são interessantes para atuar no mercado.

Curso de Confeitaria

Já considerou atuar como confeiteiro? Pesquisas recentes mostraram que cada vez mais estabelecimentos estão investindo na área de alimentação e entregas via internet.

Para quem quer uma atuação diferente, essa formação é bastante recomendada, dando a mesma opção de prestação de serviço independente e flexibilidade de horário para os capacitados.

Curso de Desenvolver Mobile

Os cursos da área de tecnologia são bastante promissores para o próximo ano, então quem está pensando em mudar de careira pode apostar nesse mercado. Um dos cursos mais procurados por quem quer se qualificar é o de Desenvolvedor Mobile.

A formação é oferecida como modalidade de ensino técnico, e o profissional da área será responsável pela elaboração e manutenção dos sistemas de uma empresa.

Curso de Planejamento e Organização de Eventos Sociais

O Curso de Planejamento e Organização de Eventos Sociais é principalmente recomendado para quem gosta de decoração e possui senso de liderança.

O profissional da área pode atuar em diversos tipos diferentes de eventos, sendo também um trabalho diferenciado e dificilmente monótono.